sábado, 24 de outubro de 2009

Vestido de Abelhas


Essa imagem da Maggie Taylor postada acima me inspirou de tal e qual, que
me fez compor.


Ela vestia um vestido de abelhas
numa manhã de um dia comum.

Ela visitou cogumelos, assanhou passarinhos
e mutuamente cantou estrelas e redemoinhos.

Por andou deixou saudade
largou seus rastros a passos largos
Desfez as gramas
Enquanto os pés de amendôas escondiam as rolinhas.

Anoiteceu
e enquanto a chuva entupia as rosas
ela chorou um vale de mel.

Não havia múrmurios na calada da noite.
Apenas sonhos esquecidos, lamuriando-se,
à escolha da vizinhança.

Publicado também no Diario da Fafi

2 comentários:

Úrsula Avner disse...

Oi Fátima, " ... chorou um vale de mel ... " Esse verso ficou reverberando em minha mente... Um mimo de poema e a imagem é simplesmente bela, simplesmente poesia. Bj.

Diario da Fafi disse...

É melhor chorar um vale de mel do que um vale de lágrimas, não é Ursula?

beijos.