segunda-feira, 2 de fevereiro de 2009

Espero janeiro
Como quem espera a morte.

O desassossego do meu coração é contagiante
E me consome.

Odeio tanto esse sentir
que minha boca amarga.

Mas sigo em frente
Devorando livros
Amando-te
Renegando-te...

Te rogo que voltes.
Porque te quero

Mas não vens...

E assim vou morrendo.

Enquanto os dias passam
e as andorinhas se recolhem dos seus voos.

Um comentário:

Adriana disse...

as andorinhas se recolhem...que bela imagem!
www.anndixson.blogspot.com