quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Descoberta

Sublinhei mil vezes o futuro
temendo que quando ele chegasse
me encontrasse fora de orbita

sentada no canto
encurralada entre a parede e uma mesa sem pontas.

Sublinhei mil vezes os meus desejos, torcendo o braço da vida
insistindo com o destino, querendo burlar
o que não podia ser mexido.

Nunca pedi nada pra ninguém
sempre fiz tudo do meu jeito

um corpo como qualquer corpo
uma alma como qualquer alma

Por caminhos tortuosos fui andando
como num filme.

Só agora no fim da tarde
foi que me dei conta

De que a vida é pura metafisica
E eu sou apenas um moça feita de paisagens.

6 comentários:

Flávia Muniz disse...

Quero te conhecer!!!
Oi!!!!
Adorei aqui!

bj

Lobodomar disse...

'Descoberta' é espetacular. Esse peoma me pegou e roubou meu dia. Li e fiquei pensando nele, na fragilidade de tudo, na perda de tempo que 'quase é' planejar algo. E, ao mesmo tempo, na beleza que também contém essa leveza da vida.

Tenho um blog - na verdade nem é meu, mas o Oberon viajou e me deixou tomando conta, aí virei, junto com a Rita Costa, moderador do blog. É o 'Ipsi Literis':

http://ipsiliteris.blogspot.com/

Sei que você deve ser ocupada e vi, em outra postagem, que já foi convidada a postar em outro blog (depois vou até lá conhecê-lo também); porém, dá uma olhadinha, por favor, e, se não for pedir muito, gostaria também que participasse.

É só uma postagem por mês. E agora, nem isso. Porque ainda não temos os 30 poetas que pretendo. Amanhã ele será reativado com uma postagem do poeta Rogério Santos.

Se você gostar, me avise em um de meus blgos, ou por email:

direitos.autorais2006@gmail.com

Aí direi o que te peço para a prmeira postagem.

Tenha uma linda semana, repleta de felicidade e paz.

Grande abraço!

Compulsão Diária disse...

Uma moça feita de paisagens? olha que não é pouca coisa!

Ígor Andrade disse...

Uma paisagem bonita, o texto!
Abraço!

Dulce disse...

Fafi
Espero que seu computador já esteja ok, porque deixei la meu blog um novo "desfio" para você. Espero que aceite.
Beijos

Joe_Brazuca disse...

sim, exato...somos todos paisagens holográficas de um sonho gigante demais pra percebermos....
Muito bom, poetisa !

abraços

Joe